Comunicado nº9 do Manifesto Internacionalista de Compostela: LIBERDADE JESÚS SANTRICH

Padrão

9º comunicado do Manifesto Internacionalista de Compostela

LIBERDADE JESÚS SANTRICH

A detençom do Jesús Santrich pola Procuradoria, a petiçom dos Estados Unidos, pretende voar o Acordo de Paz assinado pola insurgência fariana e o Estado colombiano.

A acusaçom de narcotráfico da DEA é uma patranha sem a mais mínima consistência, visada para a justificar o incumprimento polo governo de Juan Manuel Santos do Acordo de Havana assinado em setembro de 2016.

Seusis Pausias Hernández, mais conhecido como Jesús Santrich, é um comandante guerrilheiro com décadas de compromisso e entrega à causa da classe trabalhadora, do campesinhado e o povo pobre colombiano, um militante comunista com umha vida ao serviço da Revoluçom Colombiana e a Pátria Grande Latinoamericana sonhada por Bolívar e Martí.

Dirigente do partido Força Alternativa Revolucionária do Comum [FARC], membro da  Comissom de Impulso e Verificaçom da Implementaçom dos Acordos [CSIVI], atualmente está detido na prisom de máxima segurança de La Picota de Bogotá à espera de umha possível extradiçom aos Estados Unidos.

O Manifesto Internacionalista de Compostela [MIC] manifesta a solidariedade internacionalista com Jesús Santrich, quem leva duas semanas em greve de fame para denunciar a sua detençom e evitar a sua extradiçom.

O Manifesto Internacionalista de Compostela [MIC] solicita a imediata liberdade de Jesús Santrich e de tod@s @s prisioneiros polític@s colombian@s, e o cessamento dos assassinatos de militantes das FARC por parte do paramilitarismo promovido e amparado polos aparelhos do Estado colombiano.

A solidariedade é a ternura dos povos!

25 de abril de 2018

AGORA GALIZA [Galiza]

CUP [Paisos Cataláns]

INICIATIVA COMUNISTA [Estado espanhol

PLATAFORMA LABORAL E POPULAR [Portugal]